Ruth Corrêa Leite, pesquisadora da imigração

Wednesday, June 25th, 2008

Quem viu as imagens do príncipe Naruhito na Sala São Paulo ao lado de Ruth e Fernando Henrique Cardoso se engana quem pensa que Ruth era acompanhante do convidado Fernando Henrique. Muito pelo contrário.

Acessando o site da Fundação Japão sobre o Centenário da Imigração[bb], o primeiro livro listado como bibliografia básica é: “Estrutura familiar e mobilidade social: Estudo dos japoneses no Estado de São Paulo.” de autoria da ex-primeira dama.

Baseado na tese de doutorado de 1972 da ex-primeira dama, o livro trata da estrutura familiar dos imigrantes, como isso influenciou a ocupação do estado por eles e o desenvolvimento da noção de colônia. Essa tese cimentou Ruth como uma das pioneiras e referência na pesquisa sobre a imigração japonesa no Brasil.

Assim, foi Fernando Henrique[bb] que estava acompanhando a ilustre convidada na presença de sua alteza. Mais um ponto alto da carreira acadêmica de nossa falecida primeira dama. Saiba mais em uma entrevista com Ruth sobre no site do jornal Nippo-Brasil.

Categorias drops, notícias
Tags , , , , , , , ,
1 Comment »

Quem não tem inu caça com neko

Tuesday, June 24th, 2008

Infelizmente não pude comparecer às festividades de Sábado no anhembi. Não fui um dos contemplados com ingresso e o credenciamento foi encerrado antes sequer de eu tentar essa manobra. Então acabei chupando o dedo.

Pessoalmente o evento máximo seria a apresentação de taiko, que ao julgar pelo vídeo abaixo foi mesmo sensacional. Se você também perdeu esse momento, ou quer relembrar, uma alma caridosa postou no YouTube:

Ainda para afogar a mágoa comprei duas revistas especiais do centenário. Um intitulada simplesmente “100 anos da Imigração Japonesa no brasil”[bb] da Editora Abril e uma edição especial da Made In Japan bilíngüe. Ambas mostram contam a história da imigração e como a cultura do japão achou espaço aqui no Brasil. A Made in Japan é bem didática, começando com um discurso do imperador Akihito, ela tem uma ótima linha do tempo mostrando alguns pontos chave da história dos dois países, incluindo os momentos turbulentos. O foco é a lista de elementos da cultura japonesa que estão vivos hoje no Brasil; com depoimentos de adeptos nikkeys e gaijins dos mais diversos aspectos – englobando artes marciais, ikebana, chado, religião e etc. Já a edição da Abril tem um acabamento mais caprichado e um texto introdutório bastante interessante, que dependendo do ponto de vista pode jogar um balde de água fria nos ocidentais, ou mesmo nikkeys, que abraçam a cultura japonesa (ou qualquer cultura que tenhamos importado), discutindo que o que é praticado aqui não é cultura japonesa, mas sim cultura brasileira “ajaponeizada”. O ponto alto fica por conta de um percurso de 24h pelo Brasil mostrando como a cultura nipônica está presente no dia a dia de diversas pessoas. Aliás, o site da Abril dedicado ao centenário tem um conteúdo bem interessante, altamente recomendado. Ainda, realizei um breve passeio fotográfico noturno pelas ruas da Liberdade, devidamente decoradas para o centenário. Disponível no flickr.

www.flickr.com

[UPDATE] O videocast com a MeninaQueJoga está sofrendo problemas técnicos e tive que retirar o vídeo. Espero conseguir normalizar a situação até amanhã. Contamos com sua compreensão. Grato, a gerência.

Categorias podcast, resenha
Tags , , , , , , , , , , ,
No Comments »